sábado, 12 de junho de 2010

Festa de Finalistas 66/67

Festa de Finalistas 1966/67 Festa de Finalistas 1966/67

No ano lectivo 66/67, frequentava eu o então 5ºAno, organizou-se, creio que pela segunda vez, a Festa de Finalistas do Colégio. Fez-se uma votação na sala de aula para eleger uma comissão de alunos que tratasse dos preparativos e concretizasse a festa desse ano. Coube-me a mim, juntamente com a Maria Amélia, a Natália, a Trindade e o Adérito meter mãos à obra numa tarefa para a qual não tinhamos qualquer preparação nem conhecimentos. Nessa altura, a Festa de Finalistas dava também 'nomeada' ao Colégio o que nos permitiu ter o total apoio da Direcção, nomeadamente na logística que se viria a revelar bastante complicada.

A primeira acção foi realizar de imediato algum dinheiro que nos permitisse fazer face às primeiras despesas pelo que se fez um convite à participação de todos os finalistas com 30$00. A turma contribuiu e esse foi o primeiro passo bem sucedido. Depois foi elaborado um programa. Não podia faltar o Baile e a Récita mas nós queríamos algo mais que nos proporcionasse mais um dia de festa. Sugeriu o Sr Eng. Ressurreição a realização de uma Prova de Perícia Automóvel. Nenhum de nós sabia o que isso era, muito menos como poderíamos organizá-la. Era necessário um local, regulamento, segurança, autorizações, meios específicos, propaganda, etc. etc. Era demasiado para nós. Mas o nosso incentivador tinha um trunfo: conhecia alguém em Lisboa no Clube 100 à Hora que se disponibilizava para tratar de toda a burocracia, fazer o regulamento e vir cá com toda a instrumentação para realizar a prova. Estava perfeito. E que tinhamos nós de fazer? Angariar patrocínios.
Como receita previsível, tinhamos os nossos próprios contributos e as entradas no Baile. Em termos de despesas, haveria que pagar a um conjunto musical e a impressão dos convites para a festa, além de outros pequenos gastos. O orçamento já estava bastante curto e, a somar a isto, haveria que imprimir o regulamento da prova de perícia. Era um pouco arriscado. Solução: publicidade. Fizemos uma grande campanha de angariação de pequenos anúncios publicitários junto dos comerciantes da região para incluir no caderno do regulamento. Convidámos ainda diversas entidades locais e regionais à oferta de taças que constituíram os prémios aos concorrentes. Trabalhámos muito mas fomos bem sucedidos. Claro que o esforço foi de toda a turma e não só da comissão organizadora. O próprio Colégio teve uma enorme quota de responsabilidade no sucesso da festa.
Colocou-se ainda um problema novo e de solução difícil. Onde fazer a festa (o Baile)? Em Medelim não existia uma sala adequada para esta realização e nós não queríamos faze-la noutro local. Pedimos emprestado o lagar de azeite do Dr António de Oliveira. Não era o local apropriado mas com bastante trabalho de 'cenário' e água de colónia conseguimos disfarçar um lagar de azeite tornado-o um local de festa. Cheirava um pouco a azeite mas ninguém se queixou. O conjunto musical 'OS ATLAS' de Portalegre fizeram-nos esquecer as limitações do espaço e proporcionaram-nos uma noite muito agradável.
A Prova de Perícia realizou-se na área do cruzamento de Medelim e teve um sucesso extraordinário. Houve espectáculo, muitos concorrentes, competição, alegria e muitos prémios. Houve até uma taça para a senhora mais bem classificada. Sim, porque houve senhoras a concorrer.
O Baile teve uma boa participação. A Récita foi bastante animada incluindo a participação Coro de Colégio dirigido pelo Sr Tenente Ribeiro e apresentação individual de todos os finalistas com a leitura de uma quadra alusiva a cada um, da autoria do Sr Eng. Ressurreição que tinha um grande sentido de humor e soube destacar as particularidades de cada um de nós. A nossa Festa de Finalistas deveu-se muito a ele. É uma pessoa a lembrar sempre que se fala do Colégio de Medelim.
E foi assim que em 21 e 22 de Janeiro de 1967 tivemos o gosto de concretizar com sucesso a nossa Festa.
Como consequência, fizemos a nossa Viagem de Finalistas à Queima da Fitas em Coimbra nesse ano. Foi também um marco importante no nosso 5º Ano.
É bom recordar esses tempos.

11 comentários:

António Serrano disse...

Olá, Honorato!
Parabéns pelo esforço. Mas está muita gente "a faltar" ou, pelo menos, a "entrar atrasada"...
Vamos, Pessoal. Há tanto para recordar!

Honorato disse...

Olá Serrano

De facto, ou o nosso blogue não é lido, o que eu duvido, ou há gente com vergonha de se expor. Ou será que ninguém tem nada para contar?
O Colégio passou-lhes ao lado?
E agora para ti que até passas por cá para ler as novidades que alguém se lembrou de 'escarrapachar' para os outros lerem: Não tens nada para dizer? Pelo menos um comentário. Mesmo que seja para dizer que aqui é escrito é uma porcaria. Que até nem é bem assim... Escrevam mesmo que seja para dizer mal. Eu e o João Adolfo vamos falando. Até parece que que isto é nosso (de nós dois). Claro que é nosso, mas também é NOSSO, de todos. Atravessem-se por favor.
Obrigado pela dica, meu caro Serrano

Prohensa, j. adolfo disse...

Pois é continua a ser muito fraca, (mesmo muito) a colaboração de antigos colegas!... Mas eu vou continuando a aprender e a compreender melhor a história do NOSSO Colégio. Eu era caloiro nesse ano em que o Honorato foi finalista e já fiquei a perceber o porquê de nas nossas Festas haver sempre uma "Prova de Perícia Automóvel"... O Eng.º António Ressurreição, para além de um professor extraordinário, era de facto um Grande Homem!

Maria Luísa Antunes da Silva disse...

Adorei o texto do Honorato: porque está excelentemente escrito e porque a memória dele me acordou muitas recordações no baú das minhas: é que eu também estive nesse baile e lembro-me que tinham o lagar decorado com colchas tradicionais, flores de papel, guirlandas... muita, muita cor... de que os meus olhos de miúda guardaram a recordação. Foi o "meu" primeiro baile de finalistas...

António Serrano disse...

Tive uma grande sorte ao passar, hoje, por aqui: bisbilhoteiro como sou quis saber mais sobre a Maria Luísa - a recordação de um Aluno "Antunes da Silva",em Penamacor - e acedi a dois blogs de grande qualidade pelos quais ela é reponsável. Escreve em PORTUGUÊS, com grande sensibilidade e elevação. Não percam, pois ficarão mais ricos.
João Adolfo e Honorato, convençam-na a colaborar aqui e a Equipa adquire um reforço de elevado quilate. Sem que o Vosso trabalho e esforço deixem de brilhar!!!
Quanto ao apelo do Honorato a pedir para que escrevam a dizer mal "disto", que "isto" "é uma porcaria" é que não posso concordar. Há tantas coisas boas para dizer que as más... olha... aparecem nos noticiários das TV´s a toda a hora.
Já prometi, mas a reforma não me dá descanso. Um dia destes vou aqui lembrar o tempo em que estava ansioso por "despachar"... o João Adolfo e colegas, lá em Proença, e ir namorar para Medelim.
Vou fazer um texto, um dia destes.
Abração.

Prohensa, j. adolfo disse...

Caro Professor Serrano, eu estou plenamente de acordo consigo quanto à Luísa e o convite já lhe foi endereçado. Estamos só a aguardar que ela se decida a partilhar aqui connosco algumas das suas recordações.
Para os mais antigos, que possam não se recordar da Luísa, lembro aqui que é irmã da Trindade, que nesse ano de 66/67 fazia parte da Comissão de Finalistas e que, para além de aluna, foi também professora no Colégio.
A ligação para os blogs de que fala está aqui ao lado:
*** um dia por muitos e bons anos ***
*** 30 dias tem novembro ***

Podem seguir os "links" e navegar à vontade.
Já agora relembro que também está aqui ao lado o "link" de um blog a não perder:
*** Palavras só palavras... ***
Vejam só o último post, para abrir o apetite:
" http://palavrassopalavras.blogspot.com/2010/06/baile-na-aldeia-2.html "
Leiam e divulguem!...

Maria Luísa Antunes da Silva disse...

Boa noite, Colégio!
1º, para o Professor Serrano: lembro-me, obviamente, do seu nome e bem me parecia que era de Penamacor (provavelmente, terá sido professor do meu irmão mais novo, o Zé Filipe... será? Depois pergunto-lhe!)... Também eu já visitei o seu blogue e gostei muito (é uma escrita muito saborosa e elegante, com grande alegria na arte de contar histórias). Posso "segui-lo" no Blogger? Ah! e, claro, aceite um abraço terno e de agradecimento pelas palavras carinhosas (assim o entendo) com que fala da minha escrita.
2º, para o João A.: já "postei" 2 ou 3 vezes no blogue (sobre a D. Irene, por exemplo), mas não surgiram os comentários. Confesso que pensei que não tivessem passado na moderação de comentários, por me referir a certas recordações - talvez demasiado afectuosas ou brincalhonas - que envolviam o Honorato (lembrar-se-á ele que me dava a honra de me deixar ser apanha-bolas dele, quando jogava à baliza... e eu adorava)! Tendo em conta a "queixa" do Honorato sobre a falta de comentários, acho que fui eu mesmo que fiz asneira e não surgiram as mensagens no blogue!
Para acabar: hoje descobri que o João Adolfo é um fotógrafo de excepcional sensibilidade, a juntar à sua actividade de "bloguista generoso e empenhado" com o seu "Prohensa" (fora o que eu não sei... "Modas e Adufes", não é?). Vá lá, João, acrecenta pelo menos o "Prohensa" à lista de blogues à esquerda, certo?
(e agora um desabafo feliz: escreve-se muito bem neste blogue e as histórias que vivemos ganham vida outra vez... Será que tivémos todos muito bom professores, será? Eu gostei muito e também sou uma filha feliz deles e do Colégio)Beijinhos, até já!...

Prohensa, j. adolfo disse...

Obrigado Luísa!
Já adicionei o "Prohensa" à lista de blogs.
Quanto à dificuldade em "postar", devem ser problemas de compatibilidade (estas confusões da informática!...), uma vez que não há qualquer restrição na moderação de comentários, são inseridos automaticamente.
Beijinhos

António Serrano disse...

Olá, Luísa,
Isto é só começar a puxar as recordações e elas vêm a seguir, sem despegar, como cerejas. Consigo "ver" o seu irmão José Filipe com 9 anos. Tal como o João Adolfo - há dias tive de lhe pedir desculpa pelo tratamento por Tu, pois me esqueci de que os Meninos... cresceram. Lembro-me de si, Menina, ainda mais da Trindade, já uma Jovem encantadora e simples.
Sou aqui seu vizinho. Leccionei em Setúbal, de 1974 a 2008, e tenho residência nos arredores de Palmela, casado com quem namorei lá em Medelim, a Leonilde, agora pais de 4 filhos e avós de 6 netos encantadores.
Vou continuar a ler nos seus blogs - saber que perde tempo com o que eu recordo e escrevo, com alguma atrapalhação, enche-me de vaidade - pois a Luísa usa a "pena", a sensibilidade, a inteligência e o conhecimento de uma forma que não está ao meu alcance. Sem falsa modéstia, mas o sapateiro não deve ir além da chinela. Mas, da forma que puder e souber, vou continuar a recordar a vida de Aldeia - sou de AJP - tão comum a toda a Região. Depois de acabar o "balho", com diz e bem o nosso JA, penso dar volta pelas profissões, que tornavam as nossas Comunidades quase auto-suficientes, deixando um pouco de lado a agricultura em que "mergulhei", desde que nasci.
Um dia pode ser que nos encontremos. Estamos a dois passos.
Bjs

j.c.berenguilho disse...

Caro Honorato
Neste ano lectivo (66/67) andava no 3.º ano, mas lembro-me bem da festa de finalistas ocorrer no lagar do Dr. Oliveira.
Como o meu transporte assíduo de ida e vinda, de Monsanto para o Colégio, era a bicicleta, nesse tempo, então pedi à Sr.ª Lurdes, mãe do Vítor Fernandes, para me deixar dormir lá em casa… em Medelim.
Bem-haja ti Lurdes por me ter ajudado sempre.
Assim também fui à Festa!
Parabéns, Honorato. Parabéns à Organização do evento.

Honorato disse...

'Boa Malha'!!!!
Temos blogue vivo, temos gente a participar, temos vida. 'Venham mais cinco' ou muito mais. Obridado, Luisa por te teres juntado a nós com toda a tua capacidade intelectual que é enorme, pelo que já vi. Obrigado, João pela tua dedicação a esta causa que é da tua autoria. Obrigado Serrano pela tua generosidade. Obrigado aos restantes que já participaram porque não deixaram esta ideia morrer. Falta-me tempo mas prometo escrever mais sobre as minhas histórias de colégio. E tu Luisa, neste jogo vais jogar na frente a meter golos. E muitos, espero eu.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...